Conheça Ana Paula Marques, atleta campeã da Vela Adaptada

A velejadora Ana Paula Marques entrou para o mundo da vela à 5 anos e desde então vêm colecionando títulos nacionais e internacionais. Conheça um pouco mais sobre a velejadora em entrevista dada para a Federação Náutica de Brasília.

FNB: Quem é Ana Paula?

APM: Sou natural do Rio Grande do Sul, tenho 37 anos, moro em Brasília a 6 anos e adotei a capital como minha cidade por causa do esporte. Minha primeira experiência com a vela foi em um passeio na rede Sarah Kubitscheck em 2014 ”foi amor a primeira velejada”.

FNB: E como foi sua experiência no esporte?

APM: Fui 4 vezes consecutivas campeã distrital e já participei de 4 campeonatos internacionais na classe HANSA 303. O primeiro foi na Holanda, em um campeonato aberto, onde fiquei em 12º lugar no geral e 3º lugar no feminino. Na Alemanha participei do campeonato mundial Para World Sailing classe feminina em 2017 e fiquei em 2º lugar. Nos EUA, em 2018, fui campeã mundial. E este ano na Espanha conquistei o 3º lugar subindo ao pódio por 4 anos seguidos! Feito inédito na vela adaptada do Brasil.

FNB: Conte como foi sua experiência no mundial da Espanha?

APM: O campeonato da Espanha foram 5 dias de regatas, 3 regatas por dia totalizando 12 regatas e apenas as 6 melhores velejadoras iriam para a final, a regata Medal Race. A primeira colocada foi a espanhola, a segunda a australiana e a terceira fui eu, representando o Brasil. A experiência foi fantástica, aprendi demais, velejar no mar com ondas grandes e vento forte foi uma experiência nova pra mim. No lago Paranoá eu treino em vento fraco, sem onda, é totalmente diferente! Só tenho que agradecer a mais essa oportunidade e a todos que me ajudaram a tornar possível minha participação nesse mundial, em especial meus patrocinadores Clinica CARDIOMASTER, Sociedade Amigos da Marinha, Clube Almirante Alexandrino, TRON robótica Educativa, PROSEG Seguradora, Compete Brasília e Federação Náutica de Brasília.

FNB: Quais são seus objetivos para o futuro?

APM: Eu desejo ter meu próprio barco e continua competindo em campeonatos nacionais e mundiais.